19 de novembro de 2012

Texto de Camila Tsuruda é publicado no livro Londrina Pazeando

A aluna do Ensino Médio do PGD, Camila Tsuruda, teve seu texto publicado no livro Londrina Pazeando.
Participaram alunos, professores e pais, de escolas públicas e privadas, na produção de textos e desenhos com o tema Vamos Melhorar a Saúde das Gestantes e nascer em 2012 em uma cultura de paz.



A perda da mãe 

Quando pensamos em gravidez, logo nos vem à mente a figura da mulher, pois ela é quem sofre mudanças em seu corpo para gerar o filho. Mesmo assim não imaginamos que em Londrina a cada 100 mil bebês nascidos vivos, mais de 70 perdem a mãe na hora do parto.

Enxergando os problemas da humanidade, a ONU - Organização das Nações Unidas - estabeleceu no ano 2000 oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em compromisso com a eliminação ou minimização desses problemas até 2015. O quinto objetivo do milênio é melhorar a saúde das gestantes, reduzindo em três quartos a taxa de mortalidade materna. No Brasil a morte de gestantes é uma das 10 principais causas de óbito e em Londrina a mortalidade materna é a mais alta em cinco anos. Evidentemente a situação há de mudar.

A qualidade da assistência obstétrica é um fator crucial na sanidade das gestantes e embora o acesso a meios que garantam saúde reprodutiva seja responsabilidade dos sistemas de saúde, sempre há algo que possamos fazer para ajudar.

Durante a gravidez as mulheres passam por muitas mudanças, tanto físicas, quanto psicológicas devido aos hormônios e às novas situações, mais ainda as mães com idades inferiores a 20 anos, portanto é preciso que recebam atenção, por isso divulgue informações sobre saúde para gestantes, propicie um ambiente agradável a elas, auxiliando-as quando puder, apoie iniciativas de atendimento a gestantes e incentive debates entre a comunidade.

As grávidas, por sua vez, devem procurar assistência para guiá-las do começo ao fim da gravidez, em termos de alimentação, exames, como o pré-natal, e sobre o parto.

A diminuição da taxa de mortalidade materna seria um reflexo do desenvolvimento no setor de saúde e os resultados seriam ainda mais eficazes se nós pudermos colaborar e você pode, Londrina pode, nós podemos!

CAMILA HANAE TSURUDA – 1ª MMA

0 comentários:

Postar um comentário